Saiba a diferença entre consultor imobiliário e corretor de imóveis

Imagem

Contar com a ajuda de um profissional de imóveis para realizar um negócio é tão essencial quanto consultar um médico para cuidar da saúde. Mas você sabe o que faz um corretor de imóveis? E um consultor imobiliário? “São pequenas diferenças que separam os dois cargos. E cada um deles opera em um nicho distinto de mercado”, pontua o arquiteto Gabriel Negrão, acostumado a lidar com os dois profissionais.

No Brasil, a profissão de corretor de imóveis foi homologada em 1942 pelo Ministério do Trabalho. Vinte anos depois, em 1962, foi a vez de o Congresso Nacional reconhecer e regulamentar o exercício. Já o termo “consultor imobiliário” é algo novo e originário da própria corretagem. “Um corretor imobiliário executa todos os procedimentos das transações imobiliárias, desde o início da venda até a conclusão, conhece sobre escrituras, contratos, certidões, as documentações do imóvel do proprietário, tudo de forma mais direta no mundo das vendas dos imóveis”, exemplifica Renata Bernardes, que dá assistência jurídica a imobiliárias.

Entre as funções básicas deste profissional, apontadas pelo Conselho Regional dos Corretores de Imóveis, o Creci, estão reunir informações detalhadas sobre aquisição, venda, locação, avaliação, preço, financiamentos, firmar contrato relativo a sua prestação de serviço, combinar preço e condições da transação, examinar a documentação do imóvel, dando ciência a inquilinos e/ou compradores e agendar visitas ao imóvel, mostrando-o ao cliente.

Quando se fala em um consultor imobiliário, o leque de serviços prestados é mais amplo. Ele é uma espécie de assessor ou “faz-tudo” do mundo imobiliário. Além de se manter atualizado com relação ao perfil do mercado imobiliário, ele ainda orienta o cliente que queira investir em imóveis, entre outras coisas. O termo “consultor” passou a ser mais usado a partir do advento das imobiliárias do tipo “boutique”. A ideia inicial era se distanciar da imagem antiga do corretor atrás de uma mesa de escritório.

“De fato, os times desse tipo de imobiliária são mais treinados em dar um atendimento completo, e não apenas vender o imóvel. Eles vão orientar o cliente quanto ao financiamento, se vale à pena comprar um imóvel ou deixar o dinheiro que seria usado em uma aplicação e alugar um imóvel… Ele trabalha para entender a real necessidade do momento e auxiliar o cliente em absolutamente tudo o que for preciso”, completa Negrão. O alerta é que, independentemente da escolha por um consultor ou corretor, o interessado em um imóvel deve procurar um profissional capacitado e registrado.

Fonte: www.zappro.com.br

Voltar