Preços do m² dos imóveis comerciais registram deflação no primeiro trimestre

Os preços dos imóveis comerciais no Brasil caíram no primeiro trimestre de 2017. Vendas e locações tiveram queda de 1,18% e 0,74%, respectivamente, segundo dados da pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em parceria com a Zap Imóveis. A pesquisa é calculada pela Fipe e acompanha o preço médio de conjuntos e salas comerciais de até 200 metros quadrados (m²) em 4 municípios brasileiros, com base em anúncios da internet.

Na comparação dos últimos 12 meses encerrados no fim do primeiro trimestre, há uma queda nominal (desconsiderando a inflação) de 3,19% no preço médio de venda. No mesmo sentido, as locações apresentam deflação de 6,90%. Quando se considera a inflação de 4,57% acumulada no período, com base no  Índice de Preços do Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo IBGE, os preços apresentam queda de 7,42% e 10,97%, respectivamente.

No País, o preço médio do m² ficou em R$ 9.992 na venda e R$ 42,34 no aluguel. A cidade do Rio de Janeiro apresentou o maior preço médio por m² na venda, de R$ 11.214. Na outra ponta está Belo Horizonte, com R$ 7.555. Na locação, São Paulo lidera no preço, com R$ 45,35 por m². Porto Alegre tem o valor mais barato, indo a R$ 31,27.

Na comparação de março com fevereiro, São Paulo teve a queda mais acentuada no preço médio de venda por m², chegando a 1,06%, enquanto Belo Horizonte foi a única cidade que teve alta, de 0,09%. No valor do aluguel, Porto Alegre registrou a maior queda, de 0,70%, tendo em vista que as outras três cidades também tiveram deflação.

Na variação acumulada do ano, Belo Horizonte é a única capital que apresentou alta nos preços tanto na venda, quanto na locação, registrando 1,28% e 0,60%, respectivamente. São Paulo apresentou a maior queda no preço médio de venda, com 2,04%, enquanto Porto Alegre está na frente nesta variação para o aluguel, com recuo de 2,76%.

A rentabilidade média no mês de março foi de 5,3%. São Paulo foi a capital mais rentável, com 5,6%, enquanto Porto Alegre ficou no lado oposto com 4,7%, abaixo da taxa de juros real (4,9%) e da poupança em rendimento real (4,8%).

A rentabilidade anual do aluguel é calculada pela divisão do valor mensal de locação (R$/m2 ) pelo valor de venda, multiplicando-se o resultado por 12.

Fonte: DCI, Economia

Voltar