O que você precisa saber sobre os lançamentos nos entornos de parques

Imagem

Contato com a natureza vale muito: imóveis são mais valorizados porque estão associados à melhor qualidade de vida

Em cidades litorâneas o sonho de muita gente é morar de frente para o mar – os imóveis nessas áreas são os mais valorizados. Já longe das praias, o que chama a atenção é ter apartamento próximo de áreas verdes. Não à toa, os lançamentos nos entornos de parques têm preços mais altos do que os mesmos tipos de residências longe das árvores.

“A valorização pode ser um fator a ser considerado quando se procura lançamentos nos entornos de parques. Principalmente nas grandes cidades, em que esses espaços estão cada vez mais escassos, a tendência é que empreendimentos nessas regiões sejam mais procurados e, consequentemente, mais valorizados”, diz a arquiteta Guta Louro.

Quem procura por lançamentos nos entornos de parques geralmente está atrás de locais calmos e com uma boa vista, pondera a arquiteta Monise Rosa. “O clima acaba sendo mais fresco, o lugar tranquilo e muitas vezes mais seguro, pelo uso constante e o trânsito de pessoas. Além disso, ter um local para entretenimento e exercício ao ar livre é um bônus”.

Guta Louro enxerga inúmeras vantagens. “É possível sair de casa a pé e, em poucos minutos, chegar a um lugar agradável para se exercitar. É uma ótima opção de lazer para crianças em meio à natureza. Donos de pets também têm uma excelente opção de passeio”.

Valorização dos lançamentos nos entornos de parques

Lançamentos nos entornos de parques chegam a ter o preço de 10 a 40% (depende do bairro) maior do que os afastados. “Por se tratar de uma área com vista limpa, sem prédios e próximo à natureza, o preço que se paga para morar próximo de um parque é mais caro, pois é considerado um privilégio”, diz Monise. 

O arquiteto Beto Magalhães ressalta o ótimo estímulo para uma vida mais ativa e saudável. “A qualidade do ar também é um diferencial, já que estudos comprovam que pessoas que têm contato com a natureza vivem melhor”, destaca o arquiteto.

Áreas verdes estão mesmo entre os principais itens valorizados por moradores dos grandes centros urbanos, segundo pesquisa feita em 2017 pela DataZAP, braço de inteligência de mercado do ZAP. O levantamento mostrou como a presença de parques municipais interferem na valorização dos imóveis.

Foram analisados cinco dos principais parques de São Paulo: Ibirapuera, do Povo, Ceret, Villa Lobos e da Juventude, além de seus entornos. Para 60% dos entrevistados, revitalizações nesses locais de lazer fariam os imóveis próximos valorizar até 20%.

Fonte: Revista Zap Imóveis

Voltar