Veja 6 dicas para vender ou alugar seu imóvel com segurança

Imagem

Capriche no anúncio, deixe o local arrumado para visitas e coloque um preço justo

Sabemos que o futuro da economia é incerto por conta da crise causada pelo novo coronavírus. Mas, se você possui um imóvel e está pensando em colocá-lo à venda ou locação, não desanime. As imobiliárias e os corretores estão fazendo inúmeras modificações para que as transações de venda e locação continuem funcionando perfeitamente, seguindo todas as recomendações e cuidados do Ministério da Saúde. Pensando nisso, listamos 6 dicas para vender ou alugar seu imóvel com segurança. Confira:

1. Contrate um corretor

Como mencionamos acima, os corretores e imobiliárias estão se preparando para enfrentarem esse momento. Diversas medidas estão sendo adotadas para garantir a segurança entre todos os envolvidos.
Com certeza, um profissional habilitado e experiente conseguirá agilizar sua venda. Ele sabe como oferecer o imóvel, faz uma análise do valor e já tem uma carteira de clientes para consultar. “Além disso, junto com a imobiliária, o corretor se responsabiliza pela venda. Ele verificará a efetividade de toda a documentação”, diz André Silva, especialista em Mercado Imobiliário.

2. Se possível, invista em bons anúncios

Tanto os corretores como os proprietários de imóveis possuem a chance de anunciar seus imóveis em portais segmentados do mercado. Com as medidas de distanciamento social impostas pelo Governo, a internet se tornou uma grande companhia para as pessoas. Dessa forma, quem está de olho em comprar ou alugar um imóvel tende a começar a sua jornada pesquisando na internet.

Um bom anúncio é fundamental para uma venda ou locação mais eficiente. Ele deve ter boas imagens, descrição mais completa possível, algumas informações sobre o bairro e comércios das proximidades e também o endereço completo. No caso de apartamentos, é fundamental colocar o tamanho (metragem) e os valores de condomínio e IPTU, que devem sempre estar atualizados.
 
Ainda sobre anúncios, nos últimos dias cresceram ainda mais a busca por vídeos e tours virtuais, sendo assim, faça vídeos do seu imóvel, principalmente mostrando detalhes do imóvel que possam chamar atenção do usuário.

3. Escolha canais com credibilidade

Não adianta ter um anúncio completo que ninguém vê. Escolha portais especializados, com grande visitação e que tenham espaço para detalhar seu imóvel. Não esqueça de valorizar os que possuem aplicativos. Hoje, as pessoas usam o smartphone para praticamente tudo. “Os canais de divulgação são muito importantes. Os sites mais atualizados e os melhores portais são fundamentais para captação de clientes”, afirma o corretor de imóveis André Luiz Fernandes da Silva, da Gêmeas Imóveis, em Praia Grande (SP).

4. Amplie as possibilidades de contato

Você é daqueles que só disponibiliza o e-mail e não responde por WhatsApp? Desculpe, mas seu imóvel vai ficar parado. Deixe aberto todos os canais de comunicação possíveis. Telefone, e-mail, mensagens. Cada vez mais as pessoas se comunicam por mensagens. Quer mesmo vender? Seja educado e responda sempre (e rápido), inclusive por redes sociais, como Facebook e Instagram.

Falamos isso, pois acreditamos que o relacionamento é a base para bons negócios. Principalmente se tratando de compra ou locação de um imóvel.

5. Mantenha o imóvel limpo

Um espaço limpo e com boa manutenção deixa o comprador mais seguros e promove venda mais rápida. O proprietário que cuida bem do seu patrimônio encontrará maior facilidade em se desfazer dele. Condições ruins, fazem o comprador pedir descontos. Um imóvel bem cuidado promove vendas mais rápidas. “Não é necessária grande reforma, mas uma boa pintura sempre compensa”, opina o corretor de imóveis Rafael Sobrado Martinez. 

6. Preço deve ser justo

Das 6 dicas para vender seu imóvel, o preço é a mais importante. Esqueça o valor sentimental, ele não pode ser transferido para dinheiro. Fugir da realidade é um tiro no pé. E cuidado com corretores que jogam o preço lá em cima, só para conseguir exclusividade. “Devemos comparar com o metro quadrado do imóvel novo e pesquisar sobre imóveis à venda na região. E, acima de tudo, trabalhar com honestidade”, afirma Silva.

Fonte: Revista Zap Imóveis

Voltar