5 dicas para escolher o apartamento dos seus sonhos

Imagem

Deixar a emoção de lado e levar em consideração as suas necessidades a curto, médio e longo prazo ajudam na hora de tomar a decisão

Finalmente, você conseguiu a quantia que precisava para dar entrada ou comprar o apartamento dos seus sonhos à vista. Mas basta uma busca para encontrar diversos anúncios cujas características preenchem os atributos da sua lista de imóvel ideal. E agora, como escolher entre tantas opções?

Comprar um apartamento é um investimento alto e que não se faz todos os dias. Se fizer uma escolha por impulso, assim que se mudar ou quando o imóvel for entregue, em caso da aquisição de projeto na planta, você pode não gostar de algo e se frustrar. Dependendo do que for, outras pessoas também podem ter a mesma questão, o que dificultaria passar o imóvel para frente. Por isso, é importante tomar alguns cuidados para assegurar de que aquele será um bom negócio. Separamos os principais pontos de atenção:

1. Leve em consideração suas necessidades

Se você quer comprar o apartamento dos sonhos é porque pretende morar ali por muito tempo, certo? Nesse caso, é importante não somente considerar seu estilo de vida atual, mas também seus objetivos a médio e longo prazo para se assegurar de que o imóvel vai atender suas necessidades durante anos.

Localização, quantidade de dormitórios, tipos de cômodos e equipamentos do condomínio são alguns dos atributos que você deve analisar de acordo com seu estilo de vida antes de adquirir o bem. Quem pretende casar e ter filhos em pouco tempo, por exemplo, já precisa levar em conta o aumento da família para escolher um imóvel que acomode bem a todos.

2. Não se baseie apenas na emoção

Realizar o sonho de comprar o apartamento próprio é um momento único na vida de muitos brasileiros. Mas é importante não se deixar levar pela emoção e fechar negócio logo de primeira.

Mesmo que na vistoria você já projete seus móveis ou veja seus filhos brincando no parquinho, encare isso apenas como a primeira parte dos requisitos atendida. A segunda tem a ver com a documentação correta do local e com a valorização do imóvel. Afinal, a compra é um investimento e você deve estar seguro de que conseguirá bom retorno caso tenha que vender o apartamento por algum motivo futuramente.

3. Não compre o mais barato

O investimento deve ser no apartamento que realmente conta com estrutura e benefícios que atendam às suas necessidades e de sua família. Ao escolher pelo mais barato apenas considerando esse fator, você pode investir em algo que venha se arrepender futuramente.

Por outro lado, também é importante avaliar os custos de manutenção do apartamento. Lembre-se de que você terá que arcar com o condomínio para sempre. Por isso, avaliar se essa despesa fica dentro do seu orçamento também deve fazer parte do processo de decisão.

4. Considere o espaço e não a quantidade de cômodos

A metragem é mais importante do que a quantidade de cômodos, porque permite entender a flexibilidade da estrutura. Quanto mais espaços, mais possibilidades de reprojetar os cômodos para atender suas necessidades do momento.

5. Cheque bem ao comprar apartamento na planta

Transação geralmente mais em conta, fechar a negociação de uma unidade na planta permite realizar o sonho mais rápido. Mas como ainda é um projeto, torna incerto saber se, quando pronto, o imóvel ficará do jeito que você sempre quis. Além de conferir a planta e a maquete e visitar o decorado, leia atentamente o memorial descritivo do imóvel. Esse documento garante que tudo será entregue conforme prometido, incluindo metragem e materiais utilizados.

Também é importante conhecer melhor a incorporadora, procurar conhecer outros empreendimentos entregues por ela e, se possível, conversar com os proprietários para saber se o apartamento foi entregue conforme previsto e dentro do prazo.

Fonte: Estadão

Voltar