Morar em um cômodo: como decorar um espaço pequeno

Imagem

Vai morar em um imóvel pequeno? Saiba o que você deve ter como prioridade na decoração na hora de se mudar para morar um em cômodo

Morar em um imóvel pequeno não precisa, necessariamente, ser sinônimo de aperto. Beleza e conforto podem andar juntos quando a escolha é por uma decoração bonita e funcional. Caminho que leva ao respeito da identidade do proprietário e também de soluções práticas para o espaço disponível. Saiba como morar em um cômodo, seja sozinho ou com mais de uma pessoa, de forma confortável.

Mesmo sendo um espaço pequeno, para ter um bom resultado na decoração, é indispensável levar em consideração a identidade do dono do imóvel. “Seja um projeto de concepção, reforma ou decoração, a pessoa tem que estar mais atenta às suas características do que nas tendências de mercado”, afirma o arquiteto Paulo Veloso. 

Não se deve deixar de lado nada que seja essencial para as necessidades básicas dos moradores. “Se é um profissional liberal, solteiro, com a vida corrida, ele precisa de praticidade. Muitas vezes precisa da integração de ambientes. Se vai receber um amigo, tem a cozinha integrada com a sala, vai convivendo socialmente. Se é um casal novo com filho, precisa pensar em um espaço para brincar. A história e característica pessoal vão dando o norte do que é essencial”, diz o arquiteto, do escritório Paulo Veloso Arquitetura. 

Alguns móveis e eletrodomésticos não podem ser deixados de lado mesmo quando é para morar em um cômodo. “Um bom sofá para ler, descansar, ver filme, é um móvel multifuncional. Apoio para refeição, seja mesa ou bancada. Geladeira compacta com freezer integrado para não ter dois equipamentos. E forno e fogão. Isso é o básico para ter uma área social bem resolvida. Na área íntima, um bom colchão e cama, de acordo com características e altura do morador”, elenca Paulo.

Móveis multifuncionais também são ferramentas estratégicas. “Pode ter bancada de cozinha que vira bancada de estudo, armário vazado de TV que dá privacidade e separa a área social da íntima. Acessórios como cama baú e armários aéreos precisam ser bem aplicados ou não funcionam. Para ter bom resultado, é importante ter assistência de um profissional”, alerta.

Para ambientes pequenos, a escolha dos móveis faz diferença. “Além do tamanho, o design deve ser observado. Às vezes, um sofá bonito fica grande ou incômodo porque a pessoa não tem noção de proporção, tem braços muitos largos ou espaldar muito alto. Privilegiar peças mais esguiar, com bordas mais finas, braços menores, encostos mais baixos merece atenção para além das medidas físicas”.

Fonte: Zap Imóveis

Voltar