Digitalização de canteiros de obras eleva produtividade na construção

Imagem

Setor ganha mais agilidade com soluções tecnológicas aplicadas a todo o processo construtivo

A chegada da tecnologia à construção civil é um caminho sem volta. E apesar de a pesquisa “Transformação Digital: O Futuro da Construção Conectada”, realizada pela Autodesk em parceria com a IDC em 2020, ter apontado o Brasil como o país com menor nível de maturidade tecnológica na indústria civil em comparação a outras 11 nações da Europa, das Américas e da Ásia, a pandemia acelerou o processo de digitalização de canteiros de obras nacionais.

De acordo com um levantamento feito pela plataforma Prospecta Obras, unidade digital de negócios da Prospecta Analytica com mais de 10 mil cadastrados, entre lojas de insumos, construtoras e prestadores de serviços, 73% das empresas do setor não tinham presença digital ativa em 2020. No ano seguinte, porém, o número caiu para 22%, o que mostra que o segmento despertou para a urgência – e os benefícios – da adoção de tecnologias no processo construtivo.

A própria Prospecta Obras viu o reflexo disso, com um crescimento de 19% no número de novas obras registradas em todo o País durante os dois anos de pandemia, em relação a 2019. Ferramenta de gestão inteligente de dados que mapeia e conecta obras em andamento com lojistas, a plataforma apresentou um crescimento de 90% em 2020 e de 120% em 2021, chegando a um faturamento de R$ 15 milhões no ano.

“A gente faz uma ponte de quem está construindo, seja qualquer tipo de obra, reforma ou construção, com quem vende produtos e serviços para essa área”, explica Wanderson Leite, CEO e fundador da Prospecta Analytica.

Com um trabalho focado na geolocalização de cada construção, os parceiros comerciais presentes na plataforma são direcionados para atender às demandas de cada empreendimento, priorizando fatores como a qualidade dos produtos e o custo-benefício do contratante, segundo ele. A plataforma também conecta os profissionais do setor para auxiliar nas obras, levando a um mapeamento personalizado e acelerando todo o processo de cotações.

Assertividade desde o início

Atuando na etapa da pré-obra, o 3F Group cresceu 70% em 2021 com seus softwares de engenharia. De acordo com o CEO, Antonio Fascio, as soluções são baseadas em três pilares: reduzir o tempo gasto, diminuir o custo e aumentar a precisão nos processos de engenharia de custos.

Ele conta que atualmente a empresa tem três soluções no mercado – OrçaFascio, para pequenas e médias construtoras, OrçaFascio Prime, que tem como público-alvo grandes empresas e órgãos públicos, e Plugins -, todas com o objetivo de integrar dados com as soluções da Autodesk, tornando todo o trabalho mais rápido e inteligente.

“Não importa com qual tipo de obra nosso cliente trabalhe, ao criar orçamentos com as nossas soluções ele fará isso até 8 vezes mais rápido, com uma interface simples e fácil de usar, acesso às bases de preço mais usadas do País atualizadas automaticamente e inteligência artificial que aprende enquanto ele utiliza”, diz.

Para quem elabora projetos em 3D, o empreendedor fala que é possível reduzir o tempo de atividades que demoram normalmente quatro horas para um clique com a digitalização de canteiros de obras. “Sempre que apresentamos nossos plugins, o que ouvimos é que parece mágica. São horas de trabalho resumidas a segundos”, diz. “E o projeto 3D já está integrado com o orçamento, ou seja, cada alteração no projeto gera uma atualização do orçamento. Sem retrabalho, sem desperdício de tempo e sem erros humanos.”

Fonte: Estadão

Voltar